16 de ago de 2012

Porque os negros são bons corredores e os brancos bons nadadores?

Fonte: blog de Ricardo Serravalle


A diferença remonta há décadas. Se examinar os registros do passado, os melhores velocistas de ascendência africana tendem a ser excelentes na corrida, enquanto os nadadores mais rápidos são brancos. À primeira vista pode parecer que as diferenças são racial, mas os pesquisadores acreditam que eles são realmente biológico.

Uma equipe de cientistas, liderada por Adrian Bejan , pesquisador da Escola Pratt de Engenharia de Duke University, acredita que ele tem a resposta e explica por que cada uma das raças é melhor em diferentes esportes. E é nada menos do que o centro de gravidade dos atletas.
"Os atletas de cor muitas vezes têm membros mais longos com circunferências menores, o que significa que os seus centros de gravidade são mais elevados em comparação com os brancos da mesma altura", disse Edward Jones , co-autor, especializado em nutrição e antropometria. "Isso vai beneficiar o tempo de execução, de acordo com as leis de locomoção". Ele ainda acrescentou: "Os asiáticos e os brancos têm troncos mais longos, e os seus centros de gravidade são mais baixos, tornando mais fácil para nadar."
Os investigadores estimam que, em média, os negros são cerca de 3% do centro de gravidade mais elevado do que os brancos. Isso faz com que um atleta longo preto seja 1,5% mais rápido do que um branco. Usando esta fórmula, os brancos têm a mesma vantagem sobre os negros, mas na natação. Por outro lado, os asiáticos podem ter uma vantagem ainda maior do que brancos no centro de gravidade, mas que o benefício é cancelado pelo fato de que geralmente não são tão elevados como nadadores brancos.
"A locomoção é essencialmente um processo contínuo de cair para a frente", disse o autor do estudo. Ele completa: "massa caindo de uma altitude superior cai mais rápido. Durante a corrida, a altura é determinada pela posição do centro de gravidade.".
A diferença pode parecer pequena, mas se considerarmos os atletas de alto desempenho e quebrar recordes mundiais em milésimos de segundo não é. Usain Bolt e Michael Phelps são dois exemplos claros dessa diferença biológica. Usain Bolt, da Jamaica e negro é o atual bi-campeão olímpico dos 100 e 200 metros rasos, sendo recordista mundial nas duas provas. Enquanto o grande nadador Michael Phelps, branco e americano, quebrou o recorde de ganhar oito medalhas de ouro.

Nota aquática: Gostaria somente de lembrar que apenas um nadador negro ganhou medalha em Olímpiadas, o baiano Edvaldo Valério (o bala). Valério nadou o revezamento 4x100m livre nas Olimpíadas de Sidney 2000, no qual fechou o reveza levando a equipe brasileira a conquistar a medalha de bronze. Valério contrariou as leis da física.
Valeu Bala, águabraços!



Sou mais água!!! Uno somos e tudo soma no mais!!

Um comentário:

  1. muito bom post,podemos utilizar esses dados para separarmos nossos atletas de acordo com suas qualidades biologicas e termos o melhor aproveitamento possivel

    ResponderExcluir

Obraguado por fazer parte desta O.N.D.A.!